Dor no joelho: o que pode ser?

dor no joelho

O joelho é a articulação mais importante e mais complexa do corpo humano. Sua estrutura é composta por cartilagens, ligamentos, além da união de quatro grandes ossos: fêmur (na coxa), tíbia (na parte da frente da perna), fíbula (na parte de dentro do joelho) e patela (parte da frente do joelho). 

 

Por conta disso, a dor no joelho é considerada uma das principais queixas de dor crônica ou lesão, perdendo somente para dor lombar e dores nas costas em geral. 

 

Apesar de estar associada com o envelhecimento da articulação, essa dor é muito comum em indivíduos jovens, pois também está relacionada com hábitos de vida e desalinhamentos posturais.

 

Causas da dor no joelho

 

A origem da dor no joelho pode ser patológica, resultado de algum trauma, queda e acidente ou consequência do desgaste natural da articulação. O desalinhamento da rótula e o excesso de peso são fatores de risco comuns.

 

Principais sintomas

 

A dor é o principal sintoma, podendo ter diferentes intensidades e atingir áreas diversas da articulação. Outros sintomas são: dificuldade para andar ou subir escadas, inchaço, estalos e rangidos na região da dor e até febre em caso de inflamação.

 

Dor no joelho: principais tipos

 

Lesão do ligamento cruzado anterior:

 

Lesão no ligamento cruzado anterior é quando ocorre um estiramento ou ruptura das fibras que constituem o tendão. Existem dois tipos: quando ocorre uma ruptura completa, dos dois lados do ligamento ou parcial, quando somente um lado é prejudicado.

 As duas situações são bastante graves, porém a ruptura parcial tem maiores chances de cicatrização. É bastante recorrente que ocorra o comprometimento de outras estruturas quando o ligamento cruzado anterior sofre algum tipo de trauma. Essas lesões associadas podem ocorrer no menisco, na cartilagem e outros ligamentos.

Principais sintomas:

Ao estirar ou romper o ligamento cruzado anterior, é possível ouvir algum tipo de barulho no joelho que será seguido por uma dor intensa e dificuldade para se movimentar ou levantar, caso tenha caído no chão. Algumas horas depois vem o inchaço. Ao tentar caminhar, o indivíduo irá sentir dificuldade e diminuição da amplitude do movimento. O ideal é imobilizar a região e fazer repouso. Em geral, a dor e o inchaço tendem a melhorar, no entanto, a instabilidade na hora de pisar permanece.

 

Tendinite do joelho

 

O desalinhamento entre joelhos e membros inferiores pode provocar o aparecimento da tendinite patelar. Esse quadro é comum em mulheres que possuem pés chatos e quadris largos.

Indivíduos que praticam corrida, vôlei e futebol – ou outros esportes que forçam os joelhos com saltos e corrida – podem desenvolver tendinite no joelho.

Obesos e/ou sedentários também estão propensos a adquirirem esse tipo de lesão.

 

Principais sintomas:

Dor na parte anterior do joelho é o principal sintoma, chegando a causar dificuldade para andar. Essa dor pode agravar ao andar e saltar e ser acompanhada de edema ( inchaço).

 

Artrose do joelho

 

Artrose no joelho é um desgaste na cartilagem que reveste as extremidades ósseas que compõem os joelhos. Embora seja mais comum em indivíduos com mais de 65 anos, pode acometer pessoas jovens com fatores de risco como praticantes de esportes que exigem impactos repetitivos (futebol, tênis e vôlei), hereditariedade, histórico de traumas e lesões, obesidade e outras doenças, como o tabagismo.

 

Principais sintomas:

 

Dor, inchaço e perda progressiva dos movimentos são os principais sintomas da artrose no joelho.

 

Lesão do menisco

 

Os meniscos são estruturas de cartilagem de formato arredondado que funcionam como amortecedores dos joelhos.

 A lesão no menisco é uma decorrência do desgaste de toda a articulação. Esse tipo de complicação é comum em  atletas, pessoas com excesso de peso, e idosos. Pessoas com artrite, artrose ou outro problema que afete a articulação dos joelhos também apresentam esse tipo de complicação.

Principais sintomas:

O principal sinal de que pode ter havido uma lesão no menisco é dor na região frontal ou lateral do joelho, a depender do menisco atingido. Com isso, o paciente tem dificuldades para andar, agachar e subir escadas. O inchaço é também comum nesse tipo de lesão.

Outros sintomas frequentes são sensação de joelho travado, excesso de produção do líquido sinovial ( derrame articular), inflamação e dificuldade de se movimentar após muito tempo parado.

 

Entorse do joelho

 

A entorse do joelho é um estiramento ou rompimento dos ligamentos dos ossos do joelho. Em geral, ocorre durante a prática esportiva ou ao cair.

 

Principais sintomas

 

Os sintomas da entorse no joelho são: dor, inchaço, dificuldade para apoiar e dobrar o joelho ao andar.

 

Artrite reumatóide

 

A artrite reumatóide é uma doença autoimune ( quando o organismo ataca o próprio corpo) e inflamatória que afeta as articulações, principalmente mãos, pés e joelhos.

 

Principais sintomas:

 

Essa condição causa dor  e aumento da temperatura nas articulações, rigidez matinal que pode durar algumas horas, fadiga, febre e perda de peso. Podem surgir caroços firmes de tecido sob a pele ( nódulos reumatóides)

 

Síndrome da dor patelofemural ( joelho de corredor)

 

Essa síndrome musculoesquelética que afeta a articulação do joelho, acomete atletas, principalmente corredores, ciclistas, jogadores de tênis e pessoas fisicamente ativas.

 

Principais sintomas:

 

Pacientes que apresentam joelho de corredor costumam sentir dor ao subir escadas ou ao agachar e saltar e ao permanecer muitas horas sentado ( sinal do cinema)

Outros sintomas comuns são: estalos e sensação de areia na articulação.

 

Recomendações para prevenir dor no joelho:

 

Manter o peso dentro do ideal através de dietas balanceadas

Aquecer antes da prática esportiva e alongar depois de se exercitar.

Aumentar a intensidade da prática esportiva de maneira gradativa com orientação profissional

Utilizar calçados adequados para cada atividade

Prefira pisos macios e sem irregularidades.

 

Possíveis tratamentos para dor no joelho

 

O tratamento para a dor no joelho deverá ser avaliado por um ortopedista especialista nesta articulação. Em linhas gerais, os tratamentos mais indicados são:

 

  • Aplicar compressas de gelo para aliviar a dor
  • Repouso de atividades com sobrecarga
  • Ingestão de analgésicos e antiinflamatórios
  • Outros medicamentos biológicos e sintéticos para artrite
  • Aplicação de ácido hialurônico injetável 
  • Fisioterapia
  • Terapia por ondas de choque
  • Medicamentos injetáveis para alívio da dor
  • Cirurgia ( em casos graves)

 

Suplemento alimentar para dor no joelho

 

Existem certas substâncias que o nosso organismo produz naturalmente para combater a sensação de dor, entre elas existem princípios ativos que também estão presentes em nossa alimentação e podem ser suplementados.

Dentre esses compostos, destacam-se a PEA, a cúrcuma e as vitaminas do complexo B, todos eles integrantes da formulação do suplemento alimentar Endocan.

A PEA, também conhecida como palmitoiletanolamida, desempenha um papel crucial como analgésico e antiinflamatório, atuando diretamente no sistema nervoso central para bloquear a sensação de dor. Traços dessa substância podem ser encontrados em alimentos comuns do nosso cotidiano, como gema de ovo, amendoim, soja, lentilha, ervilha, tomate e milho.

A cúrcuma, ou açafrão-da-terra, é um tempero amplamente utilizado na culinária de várias culturas ao longo de milênios, sendo reconhecida por suas propriedades antiinflamatórias e analgésicas.

As vitaminas que compõem o complexo B, além de suas ações antiinflamatórias e analgésicas, também contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico e o alívio de dores musculares.

Por meio desses ingredientes, o suplemento Endocan oferece resultados comprovados no combate a condições que causam dor no joelho.

Além de suas propriedades benéficas, o Endocan se destaca por apresentar a tecnologia exclusiva LipiSperse, que resulta em uma absorção otimizada e resultados mais eficazes, permitindo a utilização de doses menores.

Vale ressaltar que o Endocan é devidamente aprovado pela ANVISA e pode ser adquirido sem a necessidade de prescrição médica.

Para obter informações mais detalhadas sobre o Endocan, acesse o link fornecido aqui 



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp